Você já ouviu falar em Open Banking?

O compartilhamento de informações entre bancos que deixa o usuário dono de seus dados

O Open Banking promete mudar o mercado financeiro e vai impactar bancos, fornecedores de crédito, fintechs e empresas relacionadas. É uma nova forma de transação de dados e um novo panorama de quem vai ser dono das informações. 

O que de fato é Open Banking?

Bastante utilizado na Europa, é um compartilhamento de informações, serviços e produtos do sistema financeiro. O Open Baking deixa de fato o cliente dono de seus dados, que por sua vez pode compartilhar seus registros com bancos, financeiras, fintechs e até com o e-commerce. 

Para os grandes bancos, esse compartilhamento de informação pode ser uma desvantagem, já que vai abrir os dados de clientes para concorrentes novos como as fintechs. Essas instituições têm que pensar em como se adaptar a esse modelo.

No Reino Unido o Open Banking já é bastante utilizado e conta regulamentações e modelos de regras, um mais restritivo e outro mais aberto, estipulando padrões para as APIs. 

Sobre as APIs 

O Open banking permite a integração das interface de programação de aplicativos (APIs), possibilitando que sistemas diferentes interajam entre si. Isso faz com que diferentes desenvolvedores de diferentes bancos consigam criar soluções que conversem com outros bancos de dados. 

As APIs são uma forma de integrar sistemas, facilitando o compartilhamento de informações e monetização de acessos com segurança. 

Esse tipo de tecnologia não é vista somente na área financeira. O Google Maps é um exemplo de API aberta, possibilitando que outros sites da internet usem seu serviço. 

O uso desse tipo de tecnologia nas finanças tem sido impulsionada recentemente pela conveniência que o mundo digital oferece. Com o advento do 4G e dos smartphones, as pessoas estão cada vez mais próximas de seus rendimentos e de suas aplicações. Com o Open Banking, isso vai ficar ainda mais na mão do usuário. 



Mas e na prática?

Imagine que você tenha conta no banco A, contratou o seguro de um banco B e financiou sua casa em um banco C. Com o Open Banking você pode ter um aplicativo só que gerencia toda a sua atividade financeira, ao invés de ter que fazer cada operação em seu respectivo banco. 

As plataformas Open Banking podem ser personalizadas, ou seja, podem trazer os melhores serviços para determinado público. Por exemplo, podem trazer os benefícios de todos os bancos para um fornecedor de matéria prima e diferentes benefícios para atender o público de medicina. 

No Brasil já existe open banking para pessoa jurídica com Banco do Brasil em parceria com a BxBlue e a Conta Azul. Essas empresas prestam serviços diferentes do banco, integrados às contas dos clientes automaticamente. 

É um sistema de gestão para micro e pequenas empresas trazendo dados detalhados de seus correntistas dentro da plataforma. 

Para pessoa física, a fintech Guia Bolso tem um app que ajuda os usuários a organizarem sua vida financeira a partir do extrato de suas contas bancárias. 

Os aplicativos de Open Banking presentes no Brasil ainda não contemplam o usuário com transações financeiras, sendo somente uma plataforma de gestão de dados de diferentes locais. Para que o usuário faça alguma transação, ele precisa entrar nos apps dos bancos onde tem conta.


Como uma fintech pode te ajudar

As fintechs são o meio do caminho entre o banco e o prestador de serviço, ajudando o contratante a ter mais segurança nas suas transações.

Com o sistema Open Banking, as fintechs conseguem também consumir as APIs abertas dos bancos de seu cliente, integrando tudo dentro de uma aplicação. 

As empresas terão mais oportunidades para oferecem seus produtos e serviços e podem participar de momentos da vida financeira do cliente que não estavam participando até então. 

As fintechs poderão auxiliar os clientes nesse novo negócio ou potencializar suas atividades dentro desse sistema. Os aplicativos poderão oferecer muito mais recursos não estando focados somente no gerenciamento de pagamentos.

Leia também: Você sabe o que é uma fintech?

Entre para nossa lista e receba
conteúdos exclusivos e com prioridade